20 dicas para empreender no artesanato


Já faz algum tempo que eu penso em escrever sobre empreendedorismo criativo, então este artigo é o primeiro de uma série que tenho em mente. 

Eu realmente acredito no artesanato como terapia para melhoria da qualidade de vida, e também como fonte de renda extra ou mesmo como renda principal.

Se você é apaixonado por criar com as mãos, transformar essa paixão em um empreendimento pode ser gratificante, mas acredite, também é bastante trabalhoso. Produzir um produto é apenas parte do trabalho de empreender.

Mas vamos iniciar o assunto falando em linhas gerais. Neste artigo, separei 20 dicas práticas e essenciais para quem deseja começar a empreender com artesanato de qualquer área. 

Desde identificar sua paixão até cultivar parcerias locais, cada conselho visa não apenas inspirar, mas também fornecer orientações práticas para tornar seu negócio de artesanato um sucesso.

20 dicas para empreender com artesanato


1. Identifique sua paixão:

O primeiro passo é escolher um nicho de artesanato que realmente te inspire e motive, para que o empreendimento seja sustentável a longo prazo.

A paixão pelo seu nicho impulsiona a criatividade, criando uma conexão autêntica com seus produtos e isso reflete na satisfação do cliente.

Essa abordagem faz com que cada peça artesanal seja uma expressão da sua dedicação e paixão, conectando de maneira única com o público-alvo e solidificando a identidade única do seu negócio no mercado.


2. Pesquise o mercado: 

A segunda dica mais importante é: Entenda a demanda pelo seu tipo de artesanato, analise a concorrência e identifique possíveis oportunidades únicas.

Pesquise o produto que você deseja criar na concorrência, seja em negócios locais ou em lojas online. Anote tudo que achar relevante sobre o produto ou sobre a estratégia de venda.


3. Desenvolva um plano de negócios:

Este é um passo ignorado por muitos empreendedores. Mas elaborar um plano de negócios é parte fundamental no início de qualquer empreendimento. É nele que você estabeleça metas, estratégias de marketing, custos e projeções financeiras para orientar seu empreendimento.

Ao definir metas específicas, você delineia a trajetória desejada, enquanto estratégias de marketing bem elaboradas garantem a maximização da visibilidade e alcance do seu negócio. Uma análise minuciosa dos custos assegura uma gestão financeira eficiente, enquanto projeções financeiras realistas oferecem uma visão clara do potencial de crescimento. Ao estabelecer esses pilares, você cria um guia sólido para o sucesso contínuo e sustentável do seu empreendimento.


4. Invista em qualidade:

Garanta que seus produtos tenham padrões elevados, o que pode diferenciá-los e atrair clientes fiéis.

Essa busca pela qualidade atrai consumidores em busca de excelência e também estabelece uma base sólida para a construção de relacionamentos de longo prazo, nos quais a confiança na qualidade dos seus produtos se torna uma característica distintiva da sua marca.


5. Crie uma marca memorável:

Desenvolva uma identidade visual atrativa e consistente para seus produtos, incluindo logo, embalagens e etiquetas.

É possível criar um logotipo e uma identidade de marca com o app Canva gratuito. Também existem diversos outros apps e sites que facilitam essa tarefa.


6. Esteja presente online:

Existe um velho jargão que diz: Quem não é visto, não é lembrado. 

Utilize redes sociais e marketplaces para promover seus produtos e alcançar um público mais amplo. 

As plataformas de marketplace são uma boa forma de começar. As principais e mais fáceis de usar são: Mercado livre, Shopee e Elo7. Existem outras surgindo a todo momento, mas as melhores para se vender artesanato online ainda são estas, até o presente momento.


7. Construa um website:

Tenha uma plataforma online própria para exibir seu portfólio, facilitar vendas e fortalecer sua presença na web.

Hoje em dia até no whatsapp é possível criar um catálogo de produtos. Mas se você já quiser começar com uma loja virtual própria (sem ser em marketplaces), algumas das plataformas mais bem conceituadas são nuvemshop e shopify, embora o custo possa ser um problema para quem está começando. Outras plataformas de loja virtual com planos gratuitos ideais para quem está começando são: Loja integrada e Meloja.


8. Ofereça personalização:

Dê aos clientes a opção de personalizar produtos, proporcionando uma experiência única e exclusiva.

Ao proporcionar essa liberdade criativa, você garante que cada cliente possa expressar sua individualidade, resultando em produtos verdadeiramente exclusivos que refletem seus gostos e preferências.


9. Participe de feiras e eventos:

Isso pode ajudar a promover seus produtos, estabelecer contatos e receber feedback direto dos clientes.


10. Cultive parcerias locais: 

Colabore com lojas físicas, cafés ou outros negócios locais para expandir sua presença na comunidade.


11. Ofereça aulas ou workshops:

Compartilhe suas habilidades para atrair renda adicional, promovendo e fortalecendo a visibilidade do seu negócio. Ao oferecer workshops e compartilhar seu conhecimento, você diversifica suas fontes de receita e constrói uma comunidade em torno do seu empreendimento. 

Isso estabelece laços duradouros com clientes que valorizam não apenas seus produtos, mas também a experiência única que você proporciona, contribuindo para o crescimento sustentável e a reputação sólida do seu negócio a longo prazo.


12. Use materiais sustentáveis:

Demonstre um compromisso com a sustentabilidade, o que pode atrair consumidores conscientes.


13. Mantenha registros financeiros:

Organize suas finanças desde o início para monitorar despesas, receitas e lucros.

Estude sobre como organizar as finanças de seu negócio artesanal. A longo prazo, ter as finanças organizadas será fundamental para te orientar na tomada de decisões importantes como a hora de aumentar preços, parar de produzir determinado produto, etc.


14. Adapte-se às tendências:

Esteja atento às mudanças no mercado e ajuste seu catálogo de produtos para atender às demandas atuais. O cenário comercial é dinâmico, com novas tendências emergindo e outras se dissipando regularmente.

Esteja atento ao mercado para lucrar com algumas dessas tendências, estando à frente das últimas novidades você poderá capitalizar as oportunidades únicas que essas tendências variáveis oferecem, impulsionando não apenas suas vendas, mas também a relevância contínua do seu empreendimento no mercado.

Essa adaptabilidade constante é a chave para não apenas sobreviver, mas prosperar em um ambiente comercial dinâmico e em constante transformação.


15. Ofereça promoções sazonais:

Crie ofertas especiais durante feriados ou eventos para impulsionar as vendas. 

Desenvolva estratégias promocionais exclusivas e atrativas durante períodos de feriados ou eventos sazonais, visando não apenas impulsionar as vendas, mas também criar uma experiência memorável para os clientes, incentivando sua participação ativa durante essas ocasiões especiais.

Utilize descontos irresistíveis, pacotes promocionais envolventes ou até mesmo lançamentos exclusivos, transformando esses momentos em oportunidades estratégicas para consolidar sua presença no mercado e cativar um público mais amplo.


16. Seja excelente no atendimento ao cliente:

Construa uma reputação sólida respondendo rapidamente a perguntas, resolvendo problemas e mostrando apreço pelos clientes.

Desenvolva um padrão de atendimento, como respostas iguais para cada tipo de pergunta mais comum, assim você otimiza seu tempo com atendimento


17. Invista em fotografia de qualidade:

Imagens atrativas são essenciais para vender produtos online; mostre seus artesanatos de maneira profissional.

Reserve um tempo para aprender a fotografar produtos com celular. Principalmente se seu foco for o comércio online, ter noções de enquadramento e edição de imagens pode salvar seus produtos do limbo. 


18. Mantenha-se atualizado sobre regulamentações: 

Esteja ciente de requisitos legais e regulamentações aplicáveis ao seu negócio de artesanato.

Procure também estudar o código de defesa do consumidor, saiba os direitos do cliente em caso de problemas como desistência, devolução, assistência técnica e etc. 


19. Solicite feedback regularmente:

Use as opiniões dos clientes para aprimorar seus produtos e serviços. Seja paciente e compreensivo ao ouvir o feedback dos clientes. Saiba diferenciar quando o cliente tem razão, ou quando o cliente está apenas a reclamar de coisas que estão fora do controle de quem produz ou vende, como por exemplo, atrasos de entrega pelos correios ou transportadoras. Existem clientes que nunca vão entender que o vendedor não tem culpa nesses casos.


20. Seja consistente e perseverante:

O sucesso no empreendedorismo exige tempo; mantenha-se dedicado e ajuste sua abordagem conforme necessário.


Conclusão

Cada uma das 20 dicas visa ser uma bússola, que aponta os caminhos através do empreendedorismo criativo. Você não precisa seguir todas, mas com certeza, a maioria delas indica um caminho promissor.

Lembre-se, transformar seu talento em um negócio próspero exige paciência, adaptabilidade e uma pitada extra de originalidade. 

Compartilhe este artigo com outros artesãos empreendedores, deixe seus comentários abaixo compartilhando suas experiências e lembre-se, a jornada do empreendedorismo é contínua, e cada passo que você dá é uma peça única no mosaico do seu sucesso. Boa sorte!

Gostou? Deixe um comentário! ;)

Alguma dúvida? Ficaremos felizes em ajudar!

Postagem Anterior Próxima Postagem