Você também sente um desconforto na hora de dar o preço? Ter uma tabela de preços de conserto de costura sempre à mão é a solução!


Se você assim como eu, tem na costura uma fonte de renda extra e não uma renda principal e apenas precisa de uma tabela de referência para dar preços quando surgir a fatídica pergunta: Quanto você cobra para fazer... ? Você pode usar a tabela abaixo sem dó! Mas se você tem seu ateliê em casa ou em estabelecimento alugado, vive da costura e precisa saber realmente sobre como formar um preço para seu serviço, eu te aconselho a ler esse artigo com calma. Aqui eu ensino passos básicos e fundamentais para que você saiba como formar seu preço de venda de serviços de costura com segurança.

Eu tenho uma imensa dificuldade na formação do preço, essa semana tirei um tempo para refletir sobre o assunto e assim resolvi compartilhar aqui no blog minhas considerações sobre o assunto. Se você leu meu perfil sabe que sou contadora e deve pensar, contadores não devem saber formar um preço? A princípio sim, mas na prática a conversa é muito mais profunda. Na faculdade aprendemos a formação do preço através de cálculos sobre valores que muitas vezes são difíceis de se identificar na costura, por isso a necessidade de se tirar um tempo para parar e pensar no assunto.

Os preços da tabela são apenas sugestões, você deve alterá-los de acordo com o que achar melhor, ok?
Tabela de preços de consertos de costura 2020
Tabela de preços de consertos de costura 2020 (adaptada da internet para o blog)

$ads={1}


Como formar um preço de venda?

Vamos seguir três passos básicos, primeiro: saber o custo, segundo: saber quanto você quer ganhar e terceiro: fazer os cálculos corretamente.

Na contabilidade mais básica, a formação do preço de venda será sempre composta através de uma equação simples:

C + L = PV

Onde:

C= Custos
L= Lucro
PV= Preço de Venda


Passo 1: Quais são os seus custos?

Para formar o preço de venda corretamente, a primeira coisa a ser feita é reconhecer os custos e despesas. Fazem parte dos custos o que você gasta com material, no caso da costura podemos considerar tecidos, linhas, fechos e etc. Considere como custo também, pagamentos de salário de funcionários ou diaristas, despesas com aluguel, conserto de máquinas, custo de embalagens, etiquetas e etc.

Uma empresa possui custos fixos e custos variáveis, como custos fixos você pode considerar as contas cujo valor se repete como aluguel e energia (o custo da energia pode variar mas é uma conta mensal, por isso é considerada um custo fixo, ok?). Como custos variáveis pode considerar os gastos com insumos e materiais necessários para a produção. Tenha em mente uma estimativa dos custos variáveis mensais e o valor dos custos fixos, some tudo para saber qual o custo do seu trabalho por mês.


Cálculo de exemplo:

Aluguel: 500,00
Energia elétrica: 150,00
Custos de material: 200,00

Total do custo mensal: 850,00

Custo por dia de trabalho. O mês tem 30 dias, mas considere que o ateliê do exemplo não funciona aos finais de semana, apenas de segunda a sexta, logo podemos considerar que o ateliê tem 20 dias úteis de trabalho por mês. Para saber esse custo diário vamos dividir o total dos custos por 20.

850,00/20 = 42,50 

No exemplo acima, o ateliê tem um custo de 42,50 por dia, e para não ficar no prejuízo a produção diária precisa cobrir este valor. Para gerar lucro a produção diária precisa cobrir e ainda exceder este valor.

$ads={2}

Quanto vale o seu serviço de costura?

Nos parágrafos anteriores você leu sobre a questão dos custos. Se você não souber quanto gasta não vai saber quanto ganha, você pode até "chutar", mas definitivamente nunca saberá ao certo quanto está ganhando, então se ainda não se conscientizou sobre a importância dos custos, sugiro que volte a ler o artigo do início, se já sabe, então podemos continuar por aqui.


Passo 2: Quanto você quer ganhar por hora ou dia de trabalho?

Saiba a resposta a essa pergunta para formar seu preço, não adianta querer fazer o melhor preço para seu cliente ignorando suas próprias necessidades. Sim, não importa se você trabalha em casa ou em seu ateliê terá necessidades a suprir, como custos de aluguel, energia elétrica e material de trabalho. Qualquer gasto proveniente do seu trabalho deve fazer parte do seu cálculo de preço de venda.

Após identificar os seus gastos calcule quanto você quer ganhar por dia de trabalho.

Exemplo: Vamos supor que você quer ganhar  por mês a quantia de R$ 2090,00 que é igual a dois salários mínimos. Vamos usar também o custo de 850,00 do exemplo anterior.

Vamos relembrar a fórmula: C + L = PV   

850,00 + 2090,00 = 2.940,00

Isso significa que se seu ateliê vender por mês no mínimo R$ 2940,00 e você conseguirá arcar com os custos, pagar as contas e ainda terá dois salários de lucro.

Preço de venda diário: Considerando que este ateliê não trabalha aos finais de semana, somente de segunda a sexta dando em média 20 dias úteis de trabalho, vamos dividir o valor 20 para saber quanto precisa ser o faturamento diário:

2940,00 / 20 = 147,00 

147,00 é o valor que este ateliê deveria faturar diariamente para cobrir os custos e gerar dois salários de lucro para a costureira. É de extrema importância que você faça os cálculos de custos cuidadosamente até chegar aqui, no valor que você quer ganhar por mês.

Aqui voltamos à pergunta básica do início deste post sobre os serviços de costura, quanto cobrar?

Sabendo quanto você quer ganhar por dia ( 147,00 para ter lucro) ou quanto você precisa faturar para cobrir seus custos (42,50) , você tem subsídios para cobrar com mais segurança um valor justo a seus clientes.

Como aplicar este conhecimento na prática:

Vamos dizer que uma cliente lhe traga um vestido com zíper estragado que precisará ser trocado. Se você demorar uma hora para fazer o serviço, seu preço seria 18,37, como cheguei a esse valor? Muito simples, tomei o PV diário de 147,00  dividi por 8 horas de trabalho (eu sei que na prática costureiras trabalham mais do que 8 horas por dia, mas a intenção do artigo é chegar a um valor de venda de serviços de costura justo para os clientes e saudável para a costureira não precisar se matar de trabalho para ver a cor do dinheiro!), logo:

147,00 / 8h = R$18,37     18,37 x 1 hora trabalhada= R$ 18,37

Se fosse algum serviço mais complicado e você demorasse 3 horas para fazê-lo, a conta ficaria assim:

147,00 / 8h = R$18,37     18,37 x 3 horas = R$ 55,11

É claro que você pode arredondar os valores para não calcular os centavos, só mantive os valores assim para que vocês pudessem conferir por conta própria sem dificuldades.


Conclusão

Nesse artigo você aprendeu alguns fundamentos básicos da formação do preço de custo. Outros fatores também podem ser levados em conta, como a região onde você vive, se seus clientes são de maior poder aquisitivo você pode aumentar a margem de lucros, ou também sobre o tipo do serviço. Você pode e deve cobrar um valor diferente para uma bainha simples de calça jeans à máquina para uma bainha onde você mantém a barra original, e também um valor diferente para uma bainha de calça social uma calca genérica ou uma calça de Givenchy ou da Valentino (calças de grife).

Enfim, espero que artigo te ajude na formação do seu preço, deixe nos comentários como você faz para precificar! Abraços e até o próximo artigo!

Gostou? Deixe um comentário! ;)

Alguma dúvida? Ficaremos felizes em ajudar!

Postagem Anterior Próxima Postagem